“Ter consciência de que não sabemos é um grande passo rumo ao saber.” (Benjamin Disraeli)

Escritor e histórico político britânico nascido em Londres, um símbolo do conservadorismo e do imperialismo da era vitoriana. De uma família de judeus de ascendência italiana, convertida ao cristianismo, trabalhou durante curto período num escritório de advocacia e utilizou suas experiências para escrever seus primeiros romances: Vivian Grey (1826-1827) e Contarini Fleming (1832). Derrotado nas [...]

Continue lendo

“A educação é simplesmente a alma de uma sociedade, passando de uma geração para outra.” (Gilbert Chesterton)

Escreveu mais de 100 livros e aproximadamente 200 contos. Sua obra é versátil e marcante. Destacam-se as biografias sobre Tomás de Aquino e Francisco de Assis, além do livro O homem que foi quinta-feira (The Man Who Was Thursday) e a série de livros ficcionais que contam as peripécias protagonizadas pelo personagem Padre Brown. Há [...]

Continue lendo

“Um país se faz com homens e livros.” (Monteiro Lobato)

José Bento Monteiro Lobato nasceu a 18 de abril de 1882 – mas jurava de pé junto ter nascido em 1884 – na cidade de Taubaté. Em homenagem ao seu nascimento, o 18 de abril foi instituído como o Dia Nacional do Livro e da Literatura Infantil. Filho do fazendeiro José Bento Marcondes Lobato e de [...]

Continue lendo

“Qualquer livro discreto é um amigo que aconselha e repreende em segredo.” (Lope de Vega)

Escritor espanhol, Félix Lope de Vega y Carpio, embora tenha sido ordenado sacerdote, continua a seguir a vida mundana, tendo amores e filhos; nos seus últimos anos, dividido entre o pecado e o arrependimento, produz os mais apaixonados e sinceros poemas religiosos do século xvii. Porém, mais do que um lírico excepcional, Lope de Vega é [...]

Continue lendo

“A gente pensa uma coisa, acaba escrevendo outra e o leitor entende uma terceira coisa… e, enquanto se passa tudo isso, a coisa propriamente dita começa a desconfiar que não foi propriamente dita” (Mario Quintana)

Conhecido pela genial simplicidade de seus textos, Mario de Miranda Quintana é considerado um dos maiores poetas brasileiros do século 20, pertencente à segunda geração do Movimento Modernista. Filho do farmacêutico Celso de Oliveira Quintana e da dona de casa Virgínia de Miranda Quintana, o poeta e escritor nasceu no dia 30 de julho de 1906, em [...]

Continue lendo